Será que a razão para implementar o GRO é atender as NRs?

O Gerenciamento de Riscos Ocupacionais (GRO) diz respeito às diretrizes para nortear as empresas na implementação de medidas de prevenção, voltadas à preservação da saúde e integridade física dos trabalhadores. Ou seja, é um roteiro a ser seguido pelas organizações para promover ambientes de trabalho mais seguros e saudáveis.

Entretanto, muitas empresas e profissionais de SST têm como objetivo na implementação do GRO o atendimento às leis. E usam este argumento com os tomadores de decisão da sua empresa ou cliente.

Mas será que isso é estratégico? Será que usar a obrigatoriedade como argumento convence o tomador de decisão?
Ao usar este argumento, você vai se deparar com estes questionamentos:
  • Nós já fomos fiscalizados?
  • Qual é a chance de sermos fiscalizados?
  • E se houver uma fiscalização, o que pode acontecer?
  • Qual é o valor da multa?
Ao refletir sobre isso, você vai perceber que este argumento é muito fraco e pouco irá contribuir com o apoio do tomador de decisão. Se ainda tem dúvidas, convido a consultar o Radar SIT, irá perceber que a quantidade de fiscalizações realizadas é muito pequena. E ao consultar a NR-28, irá notar que os valores são inexpressivos.
Por isso, precisamos aplicar nossos conhecimentos de forma estratégica, que gere resultados. Ao invés de ficar preso em NRs, apenas cumprindo legislação.
Neste sentido, precisamos compreender que a implementação do GRO visa evitar, eliminar, reduzir e controlar os riscos ocupacionais. E, com isso, melhorar o desempenho de SST de uma organização. Ou seja, um ambiente mais seguro e mais saudável, com menos acidentes e doenças ocupacionais.
E melhorando o desempenho de SST, através do GRO, contribuímos com:
  • Produtividade
  • Lucratividade
  • Competitividade
  • Imagem/Reputação
  • Responsabilidade social
  • Preservação da saúde e integridade física dos seus trabalhadores
Desta forma, não precisamos mudar de ideia (atender a legislação para preservar a saúde e integridade física dos trabalhadores), mas precisamos mudar de estratégia (implementar o GRO, pois ele afeta a sustentabilidade de uma empresa).
Facebook
Twitter
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esteja antenado às novidades do SST

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Nossos Cursos

Treinamento Prático Desafio GRO e PGR

Um acompanhamento passo a passo para você analisar o extrato do FAP, identificar divergências e contestar o FAP 2022 de forma segura, correta e dentro do prazo

Curso Prático de Contestação do FAP

Um acompanhamento passo a passo para você analisar o extrato do FAP, identificar divergências e contestar o FAP 2022 de forma segura, correta e dentro do prazo