.

7 abr 2020

Os 7 maiores riscos ergonômicos no ambiente de trabalho

Vai pra baixo

Os riscos ergonômicos no ambiente de trabalho são responsáveis pela maior parte das doenças ocupacionais. Muitas vezes, o colaborador permanece horas sentado realizando as mesmas atividades. Essa monotonia, somada ao sedentarismo e à alimentação desregrada tão comuns hoje em dia, comprometem o bem-estar físico e mental do funcionário.

Quando a saúde do colaborador começa a falhar, ele se sente desmotivado e precisa se afastar do ambiente corporativo para buscar tratamento. Assim, oferecer um ambiente de trabalho adequado, com menos riscos ergonômicos, é essencial para garantir a produtividade da empresa.

Pensando nisso, desenvolvemos este post repleto de informações e dicas úteis sobre o assunto. A seguir, falaremos sobre a importância dos programas de saúde nas empresas, os principais riscos ergonômicos no espaço laboral e os benefícios da ergonomia no local de trabalho. Continue a leitura e confira!

Os principais riscos ergonômicos no espaço laboral

1. Postura inadequada

A dor nas costas é a razão pela qual a maior parte dos colaboradores precisa se afastar do trabalho. Ela aparece quando adotamos posturas inadequadas e é mais comum em atividades que exigem que o funcionário passe muito tempo sentado.

A má postura pode, ainda, causar enfraquecimento e lesões em outras áreas do corpo, como ombros e pulsos. Com isso, o colaborador fica mais propenso a desenvolver um quadro de DORT (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho).

2. Repetição de movimentos

Realizar sempre os mesmos movimentos, tais como trabalhar no computador ou operar máquinas, pode desencadear um caso especial de tendinite, conhecido como LER (Lesão por Esforço Repetitivo). Essa enfermidade causa dores e limita a movimentação da região afetada.

3. Iluminação deficiente

A iluminação inadequada reduz a segurança no ambiente de trabalho. O colaborador fica mais sujeito a sofrer acidentes por não conseguir enxergar apropriadamente o que acontece ao seu redor. Além disso, a baixa luminosidade causa fadiga visual, deixando os olhos vermelhos, doloridos e lacrimejantes.

4. Ritmo acelerado de trabalho

O excesso de tarefas e cobranças causam estresse físico e psicológico. Com isso, a saúde se torna mais frágil e o colaborador fica mais suscetível a diversos distúrbios. Entre eles, podemos destacar a hipertensão arterial, o transtorno de ansiedade, a depressão e as doenças do trato gastrointestinal, como úlceras e gastrite.

5. Monotonia de atividades

Fazer todos os dias a mesma coisa, sem novos desafios, é desestimulante. O colaborador, mesmo presente na empresa, não se sente motivado a realizar a tarefa. A falta de interesse compromete a saúde mental e favorece o desenvolvimento de distúrbios de ansiedade e depressão.

6. Grandes jornadas de trabalho

O esforço físico ou mental exagerado causa fadiga e estresse. O esgotamento profissional — ou burnout — é um quadro cada vez mais comum em um ambiente de trabalho onde as cobranças são excessivas. Ele corresponde ao colapso físico e mental e exige atenção médica imediata.

7. Levantamento de cargas pesadas

Levantar ou transportar cargas pesadas é um risco para o colaborador, que fica mais sujeito a desenvolver lesões, principalmente na coluna, nos ombros e nos braços. Por isso, o trabalhador nunca deve carregar pesos além da sua capacidade.

Todos os riscos ergonômicos no ambiente de trabalho que foram aqui mencionados podem ser evitados. Para isso, é importante que a empresa passe por uma análise ergonômica e corrija o que for necessário para garantir o conforto e a segurança de sua equipe.
Os benefícios da ergonomia para a saúde profissional

Tendo o entendimento de quais são os riscos ergonômicos em um espaço laboral, você já deve ter se conscientizado sobre a importância da adoção de programas preventivos.

Porém, para que realmente compreenda a relevância do que estamos falando, listamos mais alguns benefícios da ergonomia para a saúde profissional. Acompanhe!

Redução do sedentarismo dos colaboradores

Muitas pessoas dizem que não praticam atividades físicas por falta de tempo. Assim sendo, se as atividades puderem ser feitas na empresa, haverá redução do sedentarismo dos colaboradores.

Pequenas pausas durante a jornada de trabalho para fazer alongamentos e exercícios breves combatem o sedentarismo e diminuem as chances de várias doenças se desenvolverem.
Minimização de ausências e afastamentos

Com funcionários saudáveis, a empresa terá menos registros de ausências no trabalho por conta de doenças. Isso vale tanto para os males físicos, quanto para os mentais.

Aumento da produtividade

Com a saúde em dia, os colaboradores se sentirão mais produtivos e terão mais disposição para desenvolver as tarefas do seu dia a dia profissional.

Valorização dos colaboradores

Quando as empresas investem em saúde ocupacional, demonstra aos seus colaboradores que se preocupa com eles. Dessa forma, os profissionais se sentirão mais valorizados e felizes em seu local de trabalho.
As melhores maneiras de reduzir o risco ergonômico no ambiente de trabalho

Depois de tudo o que já foi mencionado, já deve ter ficado claro que quanto menos riscos o ambiente de trabalho oferecer, melhor. Vale salientar que não existe uma empresa perfeita com índice zero de riscos ergonômicos — os acidentes acontecem e, infelizmente, essa é uma realidade dentro de firmas e indústrias.

A boa notícia é que os riscos ergonômicos podem, sim, ser evitados caso as medidas certas forem tomadas. Se você quer promover um ambiente de trabalho mais seguro para os seus funcionários, então confira as dicas a seguir.
Identifique e avalie os riscos da sua empresa

Todas as empresas apresentam algum tipo de risco ergonômico, mas nem todos os riscos são os mesmos. Cada setor lida com um tipo de maquinário e realiza um trabalho específico, logo, cada negócio tem a sua própria lista de riscos ergonômicos no trabalho. Por exemplo: os de uma siderúrgica não são os mesmos que de uma construtora de imóveis.

Portanto, o primeiro passo a se tomar para se reduzir os perigos eminentes em uma empresa é analisar e listar cada um dos riscos. Esse tipo de avaliação deve ser feito por um profissional de segurança e saúde no trabalho.

Fique atento a alguns pontos essenciais que devem estar presentes na listagem dos riscos ergonômicos da sua empresa, como:

  • as condições de cada indivíduo;
  • os tipos de equipamentos dentro da empresa (máquinas, bancadas e instrumentos de trabalho);
  • as características do local de trabalho;
  • todos os processos dentro da empresa, ou seja, todas as atividades que são executadas.

Para quem deseja diminuir os riscos da empresa fazendo uma análise ergonômica, o e-Social pode ser de grande ajuda. Ele nada mais é do que uma plataforma que facilita o trabalho das empresas que precisam enviar dados e informações sobre seus funcionários. Por meio dele, os empresários podem cumprir com suas obrigações virtualmente.

Você deve estar se perguntando qual o vínculo entre o e-Social e a análise ergonômica do trabalho. Utilizando as ferramentas do e-Social as empresas podem planejar suas análises ergonômicas e enviar todos os dados para o site. Dessa forma, o governo terá acesso às informações, ou seja, poderá fiscalizar a sua empresa de perto. Um negócio que cumpre com seus deveres trabalhistas é certamente visto com bons olhos.

Além do e-Social, há outra solução para as empresas que querem evitar o engavetamento de análises ergonômicas. Se você tem dificuldade para gerenciar as conformidades e armazenar documentos da gestão de SST, saiba que a Health&Care poderá ajudá-lo na resolução de problemas.

A plataforma de Análise e Gestão em Ergonomia gerencia as situações de risco da sua empresa de forma inteligente — e tudo isso 100% online! Para tal, você precisa incluir as situações de risco e classificá-las conforme o grau de urgência.

Você também pode colocar a sua própria equipe para trabalhar na plataforma, determinando tarefas para cada não conformidade do relatório da sua empresa e designando responsáveis por cada etapa do check list de execução. Garantimos que a nossa plataforma deixará tudo mais rápido e prático para você e para a sua equipe!

Invista em programas de saúde para a empresa

Quando os colaboradores de uma empresa adoecem, causam uma série de malefícios à organização. Isso se justifica porque, além de gastos médicos, o funcionário também poderá ter que se afastar do trabalho por um determinado período.

Caso isso aconteça, será necessário reorganizar as equipes, para que as atividades do colaborador afastado não deixem de ser realizadas. Em alguns casos, é preciso até mesmo contratar outra pessoa para a função em aberto.

Além disso, no caso de doenças recorrentes, como a lesão do esforço repetitivo, pode ser que o funcionário precise faltar ao trabalho diversas vezes em seu período de recuperação.

Para evitar esses problemas e também demonstrar interesse e valorização aos funcionários, convém desenvolver programas de saúde na sua empresa.

Tais programas podem usar as ferramentas de comunicação interna e endomarketing para promover a saúde, falar sobre a importância da ergonomia e práticas preventivas, etc.

Outra ideia interessante é convidar médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, entre outros profissionais da área da saúde, para palestrar na empresa, abordando questões relacionadas à saúde ocupacional.

Práticas diárias, como definir um espaço para que os colaboradores façam exercícios físicos nos intervalos de trabalho, também é bastante relevante para a boa ergonomia.

Para desenvolver esses programas, conheça os principais riscos no espaço laboral, que serão explanados a seguir.

Elabore medidas de prevenção e segurança

Para evitar perigo ou amenizar os impactos causados por uma situação de risco, é preciso elaborar uma um plano de ação de prevenção e de medidas de segurança. Por isso é tão importante conhecer cada um dos riscos ergonômicos presentes na sua empresa.

Dessa maneira é possível criar um plano de ação mais eficiente, que atenda às necessidades específicas do ambiente de trabalho que você oferece aos seus funcionários.

Confira agora dicas de ações que podem ser tomadas para aumentar a segurança dos seus funcionários:

  • automatizar etapas perigosas ou que exijam atividade repetitiva;
  • adaptar o local de trabalho para melhorar a postura dos funcionários (aumentando as bancadas, por exemplo);
  • adquirir maquinários mais modernos e menos perigosos;
  • oferecer mais equipamentos de segurança.

Treine e conscientize os seus funcionários

Essa dica pode parecer um tanto óbvia, mas muitas empresas não investem tanto quanto deveriam em treinamentos de segurança. Essa é uma das maneiras mais eficazes de diminuir os riscos ergonômicos no trabalho. Os colaboradores que passaram por treinamentos de capacitação sabem como lidar com uma situação de perigo — mais que isso: eles sabem o que fazer para evitar acidentes.

Mas não basta apenas treinar os funcionários, porque há muitos casos de profissionais que fazem inúmeros cursos apenas por obrigação. Conscientizar os colaboradores é tão importante quanto capacitá-los. Eles precisam entender a importância de seguir as normas de segurança dentro do local de trabalho. Portanto, ofereça palestras, espalhe cartazes educativos e crie um ambiente que favoreça que essa cultura seja constantemente reforçada.

Como você pôde perceber, entender sobre o risco ergonômico é relevante para que possam ser desenvolvidos programas de saúde ocupacional nas empresas. Assim, diversos benefícios poderão ser obtidos por colaboradores e organizações.

Thiago Lorenzi

Thiago Lorenzi

CEO na Health & Care e Ergonomista. Equilibrar saúde ocupacional e segurança do trabalho com produtividade é um negócio que dá certo.
É nisso que eu acredito. www.nucleohealthcare.com.br

Quer receber nossas atualizações no seu e-mail?

Não se preocupe, também odiamos spam!

Leia também:

Curso Desvendando Aposentadoria Especial, PPP e LTCAT

Curso on-line

Desvendando Aposentadoria Especial, PPP e LTCAT

Descubra os 7 passos para dominar a elaboração de PPP, LTCAT e caracterização da Aposentadoria Especial

Conheça o curso

Dúvidas sobre a caracterização da Aposentadoria Especial, elaboração de LTCAT e PPP?
Clique no botão abaixo e fique aliviado ↓

 

Eu quero saber mais!

Trabalhe com segurança. Há sempre um abraço esperando você na volta pra casa.

SST Online